Como fazer réguas de nutrição para vender mais?

Réguas de nutrição, ou fluxo de nutrição, é uma sequência de email enviados para os clientes com diversos objetivos. Mas, neste artigo, vamos nos limitar a falar sobre a criação de réguas de nutrição para quem precisa vender mais.

Este fluxo é feito por meio de ferramentas de automação de marketing que visam criar ou melhorar o relacionamento com os clientes. Por isso, precisam fazer parte da estratégia de Marketing Digital. Abaixo, falamos o que você precisa saber para criar a sua régua de nutrição!

O que é preciso para criar réguas de nutrição?

Mas, antes de mostrar como fazer uma régua de nutrição, você precisa saber o que é necessário para sua construção. Além de ter uma plataforma de automação para fazer os envios, você precisa:

Ter uma lista com email de clientes

No Marketing Digital, o endereço de email é uma das informações mais valiosas que sua empresa pode conseguir. Você sabia que mais de 70% dos clientes preferem receber contatos de empresas pelo email? Então é muito importante que você tenha a sua lista.

Definir as personas da empresa

Definir as personas que a sua empresa quer atingir é fundamental para saber não apenas a linguagem que usará nos emails e o tom de voz, mas também o tipo de conteúdo e oferta que enviará. Portanto, quando for escrever um email, tenha as personas em mente!

Produzir conteúdo  relevante

Não tem como criar fluxo de nutrição sem conteúdo. As réguas de nutrição fazem parte da estratégia de Marketing de Conteúdo e são feitas a partir do material que sua empresa trabalha nas etapas do funil de vendas. Como este não é um artigo sobre jornada de compra, recomendamos que você baixe nosso e-book de Introdução ao Inbound Marketing para entender do que se trata.

Levar ofertas interessantes

Se você quer vender mais, precisa entregar uma oferta de valor ao seu cliente para que ele siga o fluxo de nutrição. Mas, quando falamos em ofertas, não estamos necessariamente falando sobre a compra de um produto ou serviço. Ofertas de valor podem ser ebooks, vídeos, tutoriais, consultorias e qualquer ação que chame a atenção do público.

Tendo esses quatro elementos bem alinhados, chegou a hora de partir para a criação do fluxo!

Criando réguas de nutrição eficientes

Crie sua régua de nutrição seguindo alguns passos:

1- Defina o objetivo das réguas de nutrição e o tamanho do fluxo

As réguas de nutrição podem ter vários objetivos, mas, como combinamos no começo deste artigo, nosso foco é aumentar as vendas. Para isso, você vai precisar criar um fluxo de nutrição que mostre ao cliente que ele precisa da sua solução. 

Normalmente, os fluxos têm de duas a cinco mensagens e, com base nas interações, te permitem saber como o público está recebendo as informações.

2- Crie segmentações para as réguas de nutrição

O Marketing Digital é um grande aliado do time comercial porque ele usa ferramentas que ajudam a personalizar todo o processo de vendas. Esta personalização é feita através da segmentação dos leads que possibilita dividir os clientes em grupos com base em suas preferências e características. Assim, eles podem ser divididos por:

  • Páginas que interagiu
  • Temas de interesse
  • Estágio do funil

Isso trará maior assertividade para as campanhas porque vai te permitir criar mensagens de acordo com as preferências dos leads.

3- Defina o gatilho das réguas de nutrição

Depois de definir o objetivo e segmentar os leads, escolha a ação do cliente que dará início ao envio dos emails, mas, para isso é importante identificar as interações para poder enviar mensagens na hora certa. Geralmente, os gatilhos usados são:

  • Preencheu um formulário
  • Baixou um material
  • Clicou em determinado link (site ou email)

Assim que identificar uma interação, a ferramenta de automação de marketing começará a enviar os emails.

4 – Escolha a periodicidade da régua

Ainda que mais de 70% dos clientes prefiram receber comunicações através do email, você tem que tomar cuidado para não passar do limite. Isto quer dizer que enviar muitos emails pode saturar o seu cliente e colocar tudo a perder. Por outro lado, você também não quer correr o risco de cair no esquecimento e ser abandonado.

A solução então é definir uma periodicidade para os envios e testar o comportamento do público, checar se eles interagem com as mensagens, se a taxa de descadastro é muito alta etc.

5- Crie as mensagens

Depois de definir todos os passos anteriores, chegou a hora de criar os emails! 

Sabendo o objetivo das mensagens, o tamanho do fluxo e para quem você irá falar, fica muito mais fácil escrever bons emails. Mas não se esqueça que suas mensagens precisam ter CTAs claros e objetivos, que levem o cliente a realizar a ação que você espera dele.

6 – Qualifique os leads

Nem sempre sua régua vai gerar conversões antes de passar pelo atendimento do seu time de vendas. Por isso é importante que você qualifique os leads a partir das interações na sua régua de nutrição. Por exemplo: se ele clicar em tais links, você pode considerá-lo pronto para uma proposta de negócio. Mas se não há interação, não faz sentido enviar uma mensagem comercial.

Faça testes até acertar

Para que as réguas de nutrição funcionem, você tem que acompanhar os resultados analisando as métricas que foram definidas. E isso vale para qualquer segmento de atuação, uma vez que cada cliente se comporta de um jeito. A única maneira de acertar o fluxo é testar as possibilidades até encontrar um bom caminho.

E aí, será que essas dicas vão te ajudar? Se você não souber como colocar tudo o que foi dito em prática, fale com um de nossos especialistas. Aqui na Olivas Digital, fazemos a criação e gestão de campanhas que convertem e trazemos a solução que sua empresa precisa para vender mais.

Henrique Neto

Jornalista e redator especialista em copywriting e Marketing Digital na Olivas Digital

Publicado em 17/05/2021