Como melhorar o tráfego orgânico do meu site?

Se você lançou um site mas ainda tem dificuldade em atrair visitantes, e quando o faz, tem baixos índices de conversão, não se preocupe. Neste artigo, explicaremos como otimizar alguns recursos pode te ajudar a aumentar o tráfego orgânico e a taxa de conversão do seu site.

Se preocupe com SEO

A otimização de páginas na internet deve ser feita seguindo um conjunto de técnicas que são determinadas como SEO (Search Engine Optimization), ou em português, Otimização para Mecanismos de Busca.

Isso quer dizer que as técnicas usadas para melhorar o desempenho do site estão ligadas diretamente ao posicionamento desta página nos principais mecanismos de busca. O Google, principalmente.

Tenha em mente que qualquer negócio no ambiente digital depende das ferramentas de busca para ter sucesso. O motivo é simples: elas agem como uma espécie de “cardápio” para o seu público-alvo.

Mas o que isso quer dizer?

É bem simples. Pensando como um consumidor, quando sentimos a necessidade de comprar um produto ou adquirir um serviço, nosso primeiro passo normalmente é fazer uma pesquisa na internet.

E é nisso que devemos nos focar.

Um bom ranqueamento no Google é sinônimo de acessos. Quanto mais visitas seu site conseguir conquistar de forma orgânica (em campanhas e links patrocinados), melhor para sua marca e mais chance de firmar um negócio com o consumidor.

Ótimo, mas como fazer para conseguir um bom posicionamento e aparecer entre os primeiros nos resultados de busca?

1- Melhore a estrutura do site

Para melhorar a estrutura do site, você precisa saber exatamente quais elementos devem ser otimizados. Para isso, existem ferramentas que ajudam a medir a presença digital da sua página. Esse tipo de análise indica os pontos de atenção que você precisa se atentar para melhorar métricas importantes do site, como o tráfego orgânico.

Nós desenvolvemos um recurso que mede a capacidade do seu site gratuitamente e enviamos os resultados por e-mail. Clique aqui e peça a sua análise.

2- Saiba utilizar palavras-chave

Entre as causas mais comuns para o mal posicionamento dos sites nos mecanismos de buscas é o emprego inadequado de palavras-chave, ou até mesmo o desconhecimento delas.

Para definir as palavras-chave que serão empregadas na sua página, faça uma pesquisa das perguntas mais comuns relacionadas aos temas de interesse do seu público-alvo nos mecanismos de busca.

Você pode usar o Google AdWords, Trends, ou outras ferramentas de busca de palavras que te mostrarão quais são as mais pesquisadas.

Feito isso, adeque em sua página, títulos, URLs e produza chamadas atraentes, focadas nas palavras-chave mais relevantes descobertas. Fazendo isso, você vai ver como o tráfego orgânico do seu site vai melhorar!

3- Considere usar palavras-chave de cauda longa

Se você tem experiência no ambiente digital, talvez já tenha ouvido falar do termo “palavra-chave de cauda longa”, em inglês, long tail keywords.

Mas para quem não conhece, este termo se refere às palavras-chave mais específicas criadas para segmentar o público e estreitar a pesquisa nos mecanismos de busca.

Geralmente possuem três palavras ou mais e deixam de lado a pesquisa genérica.

É usado para aproximar mais o conteúdo do seu site da realidade. Elas envolvem um volume de busca menor, mas, quando bem trabalhadas, ajudam sua empresa a chegar até a persona para quem produz.

Podemos usar esse mesmo artigo como um exemplo simples do uso da palavra-chave de calda longa. Em vez de usarmos palavras-chave simples como: tráfego orgânico, é possível adicionar termos para estreitar ainda mais a busca e especificar exatamente o que queremos encontrar sobre o tema. Assim, a palavra-chave poderia se tornar: como melhorar o tráfego orgânico.

Fazendo o uso correto das palavras-chave genéricas e de cauda longa, o tráfego orgânico da sua página crescerá significativamente, e no caso da segunda, pode significar diretamente maiores taxas de conversão.

4- Tenha um site responsivo

Uma preocupação inevitável nos dias de hoje é com a experiência apresentada aos usuários de dispositivos móveis. Eles representam uma faixa importante do volume total de buscas e devem ser respeitados pela sua empresa.

Uma página responsiva é aquela que adapta os elementos e layout do site ao tamanho das telas em que estão sendo exibidas. Pensada para integrar os smartphones e tablets ao mercado, esta concepção gera uma experiência de navegação fluida e demonstra ao usuário a preocupação da empresa, além de gerar autoridade.

Outro motivo importante para integrar os recursos e pensar a estruturação do site de forma responsiva é que o Google penaliza sites que deixam essa preocupação de lado.

Isso significa que sua página perde posições importantes se não tiver conteúdo responsivo, um problema que traz consequências para o fluxo de tráfego, e, por consequência, resultados ruins à empresa.

5- Faça link building

Linkagem interna, ou link building, é uma maneira de levar os usuários para outras páginas de interesse dentro do próprio site usando hiperlinks.

Esta prática ajuda a aumentar o tráfego orgânico em muitas páginas do seu site e mostra ao Google a relevância do seu conteúdo. Isso demonstra autoridade e faz com que ele ganhe posições nos rankings.

Outro benefício que a técnica traz é impulsionar novas páginas a partir das mais antigas que já possuem um bom posicionamento. Assim, você conseguirá emplacar muitas páginas entre os primeiros resultados nos mecanismos de busca, que, por consequência, gera mais tráfego ao site.

Em suma, significa “emprestar a fama” de uma página para a outra, gerando mais movimento e visita por todo o site.

6- Invista no Marketing de Conteúdo

A maneira mais eficaz e prática de atrair o público para sua página é gerando conteúdo. Mas não se engane em pensar que o conteúdo é válido apenas para alguns mercados. Ele está aberto a diversas áreas de atuação.

Pesquisas mostram que e-commerces, por exemplo, que apostam em conteúdo, conquistam cerca de 2,5 vezes mais visitantes e até 4,9 vezes mais clientes. Isto quer dizer que o tráfego conquistado por meio do conteúdo é valioso para o seu negócio.

Que tipo de conteúdo?

O marketing de conteúdo busca, por meio de técnicas de Inbound Marketing, ou marketing de atração, trazer mais clientes para o seu negócio.

É importante usar esse tipo de abordagem porque, muitas vezes, o visitante não está pronto para realizar uma compra. Os formatos mais comuns de conteúdo utilizados são:

  • Artigos
  • Podcasts
  • Vídeos
  • Infográficos
  • E-books

Essas e muitas outras ferramentas entregam conteúdo relevante parar auxiliar na jornada de compra e são como moedas de troca. Basta apenas a simples inscrição de e-mail e pronto. Ao se inscrever, o visitante se torna um lead e passa a ser, de fato, um cliente em potencial.

A partir daí abre-se um canal de comunicação direto com a empresa num vínculo que é estabelecido por meio da confiança, e que reforça a autoridade da marca em relação a um assunto. Basta que a empresa estruture um plano de ação para converter aquele lead em cliente.

Se você quiser saber melhor como funcionam as técnicas de Inbound Marketing, baixe gratuitamente nosso e-book de Introdução ao Inbound Marketing e conheça mais!

7- Tenha boas Landing Pages e CTAs

As landing pages são páginas criadas focadas exclusivamente na conversão do visitante em lead. Também conhecidas como página de conversão, elas possuem os principais elementos para a captação de lead. Algumas das informações básicas pedidas nos formulários das landing pages são:

  • Nome
  • E-mail
  • Empresa (dependendo do segmento)
  • Cargo (dependendo do segmento)
  • Número de telefone

Para otimizar o seu site, pense em criar modelos atraentes de landing page para iniciar o relacionamento e usar sua estratégia de prospeção.

As páginas devem ser recheadas com conteúdo para mostrar aos mecanismos de busca que são relevantes para fazê-las conquistar um bom posicionamento. Isso causa impacto direto nos resultados da sua empresa e faz com que seu negócio emplaque boas transações.

Mas para que as landing pages funcionem, é extremamente necessário pensar em CTAs (call to actions) atraentes, que instiguem o visitante e o façam preencher os formulários requisitados.

CTA significa “chamada para ação”. São comuns nos sites e anúncios para indicar ao usuário a ação que a empresa espera dele. Normalmente são botões em cores destacadas com verbos no imperativo que levam o visitante a ação, como: clique, veja, acesse…

Este recurso é usado em campanhas de marketing digital junto às landing pages e são os responsáveis diretos pela conversão dos clientes.

Procure um especialista

Para colocar as dicas deste artigo em prática, você precisa planejar um investimento na otimização do site. E caso não saiba como fazer, procure um especialista. Na Olivas Digital, somos especialistas em aumentar os resultados de sites e e-commerces através do Marketing Digital. Planejamos e executamos campanhas e ações focadas nas métricas mais importantes para as empresas. Entre em contato e nos conte um pouco sobre as suas necessidades!

Melhore o posicionamento das páginas nos mecanismos de busca e comece a gerar mais tráfego e negócios para a sua empresa!

Henrique Neto

Jornalista e redator especialista em copywriting e Marketing Digital na Olivas Digital

Publicado em 06/04/2021