Compartilhe

Como evitar atrasos no desenvolvimento do seu site

Começando um projeto com prazo apertado e quer garantir que não atrase? Separamos algumas dicas que vão te ajudar, e muito, para que tudo corra perfeitamente.

Separar e organizar as informações necessárias para criação do site, aplicativo ou mesmo campanha e buscar antecipar alguns possíveis impedimentos do processo são coisas muitas vezes simples de fazer e que farão toda a diferença.

[siteorigin_widget class=”WP_Widget_Custom_HTML”][/siteorigin_widget]

1. Elenque um responsável

Parece óbvio, mas projetos sem um líder ou com muitas pessoas envolvidas são os que mais atrasam.

As definições se enroscam pois as pessoas tem opiniões ou visões diferentes e as aprovações se prolongam por muito tempo, atrasando completamente o cronograma.

A pessoa ideal para liderar o projeto deve possuir um misto entre conhecimento do negócio e interesses da empresa com o projeto e, se possível, familiaridade com marketing digital.

É muito comum centralizar todas as decisões no alto escalão, mas que seja por falta de tempo ou familiaridade com a criação destas ações acabam atrasando as aprovações e correções necessárias.

Muitas vezes um gerente ou coordenador que tenha maior disponibilidade para acompanhar todas as etapas do processo, desde o briefing onde serão alinhadas as necessidades internas do projeto e escopo com a agência, trará uma agilidade enorme para que o projeto seja desenvolvido até antes do prazo inicial estipulado.

2. Conteúdo: vilão ou herói

Projetos que começam já tendo a maior parte do conteúdo ou até ele inteiro pronto, fluem maravilhosamente. Do planejamento ano design e programação toda a equipe da agência está com faca e queijo na mão para dar o seu melhor e no melhor tempo.

Quase como um pitstop de Fórmula 1 quando os mecânicos estão com todos os pneus à mão.

Do outro lado quando se começa um projeto muito na teoria da informação que será disponibilizada ou mesmo quando ela sequer começou a ser produzida, fatalmente haverão retrabalhos no layout criado (às vezes até já aprovado) e a equipe de comunicação ficará de cabelo em pé para fazer o texto caber nos espaços corretos.

Organize as informações que seu projeto vai precisar, desde questões básicas como qual número de telefone e endereços deve ser divulgado, fotos e descrições dos produtos e textos institucionais sobre a empresa e serviços prestados.

Mesmo que nem tudo vá para o site, no mínimo ter isso tudo em mãos desde o início vai deixar o seu briefing e entendimento da sua empresa muito mais completo para os profissionais envolvidos.

3. Antecipe-se

Capítulo especial para médias e pequenas empresas onde frequentemente existem políticas de TI e segurança a serem seguidas, não tenha medo de falar com os responsáveis o quanto antes.

Mesmo que seu projeto tenha um prazo super curto e você já tenha até contratado a agência, quase sempre há tempo de corrigir rumos antes de o projeto estar pronto e entregue.

Muitas vezes a TI é a última a saber e tem inclusive o poder de jogar todo o trabalho realizado por água abaixo.

Pior do que não entregar a meta de lançar a sua campanha e consumir todos os recursos para criá-la e não ir ao ar por que não cumpriu alguma regra interna.

Mas a lição serve para todos, inclusive os pequenos e empreendedores, busque entender os recursos e serviços que sua empresa já possui antes de iniciar o projeto.

Além de facilitar e antecipar possíveis problemas você pode inclusive economizar alguns recursos com o que já tem em casa.

Abaixo algumas informações e perguntas iniciais que você deve se fazer e compartilhar com as áreas responsáveis:

  1. Hospedagem: a empresa já possui algum serviço contratado para o site atual? Qual serviço e tecnologias disponíveis?
  2. Políticas de segurança: podemos contratar qualquer servidor para hospedar o site da ação? Pode ser hospedado fora ou deve ficar dentro de um ambiente criado pela TI da empresa? Como a agência pode ter acesso a este ambiente durante o desenvolvimento? E depois de publicado, como poderá fazer atualizações?
  3. CRM ou outros sistemas: há ferramentas disponíveis e que possam ser integradas para facilitar o encaminhamento de demandas de clientes? Qual sistema utilizamos? Quem é o responsável técnico para alinhar com a agência como fazer esta integração?
  4. Ferramentas de marketing e e-mail: temos um RD Station, Mailchimp, SendGrid, E-mail marketing da Locaweb ou algum serviço destes já contratados? Quem possui acesso para autorizar as integrações?

Parabéns! Se você chegou ao fim deste texto e não desistiu é por que seu projeto realmente importa e você está preparado para fazê-lo.

Tenho certeza que se você conseguir reunir estas informações no começo do seu projeto vai te ajudar muito a ter melhor clareza na hora de tomar as decisões e sua agência terá tudo para voar com a entrega.